19 de agosto de 2017

Futuros amantes - Chico Buarque


Não se afobe, não
Que nada é pra já
O amor não tem pressa
Ele pode esperar em silêncio
Num fundo de armário
Na pasta-restante
Milênios, milênios no ar

E quem sabe, então
O Rio será
Alguma cidade submersa
Os escafandristas virão
Explorar sua casa
Seu quarto, suas coisas
Sua alma, desvãos

Sábios em vão
Tentarão decifrar
O eco de antigas palavras
Fragmentos de cartas, poemas
Mentiras, retratos
Vestígios de estranha civilização

Não se afobe, não
Que nada é pra já
Amores serão sempre amáveis
Futuros amantes, quiçá
Se amarão sem saber
Com o amor que eu um dia 
Deixei pra você 
                    Chico Buarque

14 de agosto de 2017

Sonhando - Suzette Rizzo


Ando cerzindo rasgos de sonhos  
a beira de um rio margeado
de flores campestres.

Sob as arvores, vejo bordados fundo céu
e, a leveza das nuvens enfumaçadas
desenham
lembranças cobertas de véus.  

Ando sonhando melhorias,
querendo a beleza das novidades,
a paz que não tenho, brotada,
entre paisagens sonhadas. 

Ando ávida de amor, conversa leve...
Um acontecimento bom que permaneça
a céu aberto. 

E que eu possa trocar a noite só
por companhia...
e a nostalgia, pelo raiar do sol.


Autora: Suzette Rizzo
Direitos Reservados 



Sonhos.............








Menino natureza

Havia um menino
Um menino muito estranho e encantado
Dizem que ele vagava muito longe, muito longe
Sobre a terra e mar
Um pouco tímido e triste dos olhos
Mas muito sábio ele era
E então um dia
Um dia mágico ele passou no meu caminho
E enquanto falávamos de muitas coisas
Tolos e reis
Isso ele me disse:
A maior coisa que você vai aprender
É apenas amar e ser amado em troca "





Presente da amiga Monica Puccinelli




Presente do amigo José Ernesto Ferraresso






13 de agosto de 2017

Um som de lembranças - Suzette Rizzo

Lembro-me de meu pai ouvindo seus discos,
do apartamento cheio de música,
assobios, lembranças...
Lembro da fala mansa,
do prazer que tinha do seu cantinho
cheio de recortes, antigas revistas,
fotos das atrizes preferidas...
E muito jazz, blues, orquestras,
preenchendo sua festa solitária,
naquele dançar consigo mesmo
entre memórias da vida.

Lembro-me dele...
dos seus olhos tristes,
derramando saudades
no lenço branco.
Lembro dele me dizendo:
Isso que é musica querida!
Ouça, que linda !

Suzette Rizzo
Com muita saudade, de meu pai 
2004


 

E o poema, voou... Suzette Rizzo


Procurei uma única lembrança hilária,
um som feliz vindo de mim.
Não encontrei nada disso em tempo algum
e nem vi fisionomias sinceras
exceto da família há tempos desvivida.

Nada mais me enternece, 
somente os bichos,
somente os sons desses amigos.

Algumas boas pessoas existem em meus pensamentos,
porém poucas...
Nesta etapa fujo da precariedade
como louca.
Se me consentir ouvi-las, de vez ficarei doida!

Procuro no espelho um esboço rápido de sorriso.
Encontro a cara amuada em mudo gemido.
E o poema... morre assim, vencido
Suzette Rizzo


















11 de agosto de 2017

Sustentáculo - Suzette Rizzo


Tudo se desagrega... 
Percebo a vida fragmentar-se passo a passo
e o que sobra, rola estrada afora,
e, a alma, esta que me cabe, somente chora.
Conservo ternuras de olhares distraídos,
dispenso os risinhos cínicos, incontidos,
de quem deles, nem se recorda.
Ainda sabem de mim por terceiros
mas quem se importa?
Não faz mal, não somente eles
fecharam-me portas.
Tranquei as minhas, fiquei de costas
e estarei assim até o fim.
Certamente, meu anjo afasta
falsos querubins. 
Suzette Rizzo 


7 de agosto de 2017

Viagem - Suzette Rizzo


Superficialmente extravaso
a viagem tormentosa... 
E da janela não enxergo o luar
nem florinhas mimosas.
Superficialmente sorrio
sem vontade,
abraçando o corpo-pó
viajando só.
Superficialmente sonho
nuvens lilases
que se desfazem na lágrima seca,
do rosto sem vida... quase.
E o balanço do trem,
superficialmente acalenta,
como fosse certa presença,
da alma que se liberta e me diz,

vem, não vem, vem, não vem...
Suzette Rizzo


Luz Negra - Fernanda Takai



Sempre só
Eu vivo procurando alguém
Que sofra como eu também
Mas não consigo achar ninguém 

Sempre só
E a vida vai seguindo assim
Não tenho quem tem dó de mim
Estou chegando ao fim

A luz negra de um destino cruel
Ilumina um teatro sem cor
Onde estou representando o papel
De palhaço do amor








6 de agosto de 2017

Uma história que ouvi por aí - Suzette Rizzo

Aos trancos e sem deixar transparecer
a exaustão,
fez o que pode, coitada,
para não desiludir quem amava.
Mas, abismada, não sentiu carinhos,
nem foi beijada.
Não se sentiu abraçada
porque espontaneidade não houve.
Depois disso, desprezada,
humilhada...
inspiração encerrada,
colou por aí poemas envelhecidos
aqueles dos seus arquivos.
Perdeu o entusiasmo,
exceto vez em quando 
a necessidade do desabafo.
Senti pena,
doeu vê-la enxovalhada...
Mas, o anjo que nunca abandona
aconteceu-lhe na madrugada.
Contou-me ela, que docemente
acarinhou o maltratado rosto
e bebeu suas lágrimas.
Suzette Rizzo




4 de agosto de 2017

------------------------


Em Paz Profunda



Tirando o véu - Suzette Rizzo

Aceito o arremesso das suas palavras
se achar que mereço,
mas não oprima meu jeito de ser.
Não tente conduzir a vida
que tenho pra viver.
E por favor, não solucione meus problemas 
com suas teorias,


não fale de mim o que sei,
pois se preciso for responderei,
sem vontade, educadamente,
porém desejosa de dar-te as costas
para sempre.
Sei bem da viagem que fiz,
das fases que enfrentei,
sei mais da essência e da moral
que os teus ralos conhecimentos...
pois a minha sabedoria vem da prática
e nesse aspecto ganha da tua,
porque quanto a mim existo profundo
na essência e na raiz.
Suzette Rizzo




Se todos pensassem ... Suzette Rizzo


Caminharia com você milênios...
viveria meus dias
sentindo esse prazer
de estar ao lado seu.
Mas pensando bem,
sendo assim, 
trocando  o sonhar pelo real,
deixaria  de querer esperar e conheceria  o lado escondido
que só o tempo desmascara.
Então, prefiro a eternidade
de um sonho perfeito
a uma verdade mofada.
Suzette Rizzo

Sunday, March 04, 2012


 

















Perplexidade ou mais uma desilusão - Suzette Rizzo


Tive a impressão 
do céu rasgar-se de ponta a ponta
e uma chuva de tristezas
juntar-se a minha
encharcando a alma tonta.
Murchei, estatelei-me
e assim permaneci.
Abismada,
muda, imobilizada,
despreparada...
Se  bem me lembro,
sentindo apenas
o golpe da decepção.
Esta alma viveu outra vez
o apocalipse tormentoso
da dolorosa extração,
de quem me ensinou ilusão.

November 10, 2007


















Pensamentos de uma noite a mais ou (Ternura antiga)

Não quero mais sair por ai
brincando de namorar o proibido,
nem continuar fazendo de conta
que eu gosto dos momentos
e do jeito dele rir...
Porque essa é uma mentira deslavada 
que igualmente me arrasa
pois não gosto de mentir.

Suzette Rizzo




Everybody Hurts -Todo mundo sofre


Todo mundo sofre




2 de agosto de 2017

Amor encanto - Suzette Rizzo

Se o encanto permanece,
permanece o amor,
o desejo e todo resto.
Se o encanto entontece os pensamentos,
enfeita o olhar,
acende a emoção
e revigora o coração...
É então, 
sentimento certo!


Suzette Rizzo _ August 14, 2007 








Amputação - Suzette Rizzo


Sinto-me amputada destes dias!
Amputada da vida,
amputada da esperança...
Pareço um robô andando pela casa,
na rua...
pensamento no céu noite e dia,
pensamento embaçado pelo véu da saudade
e a lágrima caindo na grama molhada,
enlameando as palavras.
Sinto-me amputada da terra, do chão,
como se  tudo aqui fosse em vão.
Tenho a impressão que esta alma
resolveu viver,  na outra dimensão

Suzette Rizzo - September 13, 2013




   

31 de julho de 2017

Boa noite, amor - Suzette Rizzo


Boa noite, amor,
que se deita quase manhã
e descansa como um saveiro,
quando enfeita o mar e a praia...
Que embeleza a minha sala
e, da vida à esta alma,
que morreu a noite inteira. 

Boa noite, amor,
que jamais será meu,
nem que todos torçam por mim,
nem que eu faça mil figas
ou leia sempre a Bíblia,
abra o jogo e me entregue
em cada poesia ! 

Boa noite, amor,
que espontaneamente diz
o que tanto dói ouvir...
Que só me faz sentir tristezas,
mas, sempre me recompensa...
Quando entra em meus sonhos
e, alenta !
Suzette Rizzo