19 de junho de 2017

Dor de amar - Suzette Rizzo

O quarto é pequeno
e a dor é tão grande,
que preciso a sala 
para desafogar o peito 
atolado em lágrimas.

Mas sou tão diminuta debaixo do céu,
que por mais que grite loucamente
nenhum anjo me ouvirá.
Nem a estrela minha fada,
nenhum querubim, 
levará esta dor de amar.

Continuo a chorar...
Um dia, se Deus me acudir
meu peito secará.
Mas a dor deste amor,
sei não, se passará.
Suzette Rizzo

(Para Milton Moraes -falecido)




Nenhum comentário:

Postar um comentário