19 de novembro de 2015

Afora


Afora
Suzette Rizzo

É óbvio preferir suavidades
a ser espetada por mentiras
com jeito de verdade.

Mas...

Por isso a casa é vazia, a cama é fria
e me abro sinceramente em cada poesia.

Jamais ouso despertar desejos nos outros,
tão pouco camuflar meus receios
que são maiores que os sonhos,
e falsos beijos.



Raramente me entrego a fantasias
pois repetidas se tornam sofridas.

Mas, há pouco, entreguei-me a delírios,
detectei  sarcasmos e espinhos
e desisti  então do amor,
fonte da vida (? )


Saturday, January 11, 2014

Nenhum comentário:

Postar um comentário