26 de março de 2015

Transformação


Transformação
Suzette Rizzo


Todos se foram
e vivos, os que ficaram
também.
Os daqui não voltarão
e os de lá, por decênios,
sei lá quanto,
não retornarão.



Trago nos olhos
um desfile de rostos,
lembranças, momentos,
no peito um engasgo,
na alma a esperança
voando de mim
tão alto!

Ao meu redor as barreiras,
eu no casulo... com medo...
ainda na fase rasteira,
sempre cansada por aqui....
nem querendo encontrar
mais nada.


September 03 

4 comentários:

  1. Pois então descarregue na sua meiga poesia;
    estou sempre aqui lendo vc com todo o carinho.
    Saia caminhe pela avenida, sente se num parque,
    escreva.(mas leve uma sombrinha!) rsrsr!
    Viver exige o movimentar-se, da mesma
    forma que requer a quietude da mente.
    Um abraço eterno!

    ResponderExcluir
  2. Obrigada. Seguirei seus conselhos,
    senhor Anônimo

    ResponderExcluir